$100K Dia 46

2 min leitura -

Na Quarta-feira estive a acabar os posts no blog  que faltavam da semana anterior e depois estive a procurar mãos no HoldemManger da semana anterior onde eu tivesse dúvidas para o coacing.

Mais tarde tive a última sessão de coaching do pack que comprei com o Andrew Brokos.

O tema que estivemos a abordar, foi mãos marginais e uma das coisas que fiz na preparação para esta sessão foi dar calls com mais mãos sempre que tinha umas odds razoáveis.

Algumas mãos interessantes:

87s com bottom pair

Nesta mão desisti no turn com um par, mas não há problema de o fazer por duas razões.

  1. Tinha odds muito boas pré-flop para jogar a mão e isso permite-me dar call e desistir algumas vezes da mão.
  2. É uma das piores mãos com que chego ao turn e vou poder continuar com muitas outras mãos.

T6s vs tight

O adversário era tight e embora tivesse muito boas odds, já estava muito short e contra um range tight, pelo que tinha sido melhor desistir pré-flop.

KJ vs loose

Aqui cometi dois erros!

  1. Devia ter feito check-raise no flop porque é uma das melhores mãos que vou ter ali, estou fora de posição e é uma board em que vou ser pago com mãos piores.
  2. No river devia ter feito fold quando ele foi all-in com 2.3x o pot, porque eu vou ter mãos melhores no meu range de chegar àquele river e só preciso de dar call com uma % pequena de mãos para não ser explorado (acho que 25-30% +-)

Depois o Andrew recomendou-me estudar um pouco de Teoria dos jogos recomendando o seguinte material:

The Mathematics of Poker

Ele acha que nesta altura é mais importante para mim estudar os conceitos fundamentais do Poker do que estar a analisar uma mão de cada vez.

Publicar como